Ervas Naturais

Aproximando a Natureza

Perequitinho

Posted by Erva e Plantas Naturais em 11 de Abril de 2011


NOME CIENTÍFICO: Alternanthera pungens H.B.K. 

FAMÍLIA BOTÂNICA: Amaranthaceae.

SINONÍMIA

Anador, periquitinho-de-espinho

HABITAT

Espécie autóctone da América tropical e subespontânea em vários continentes. Embora cosmopolita, ocorre numa frequência baixa nas regiões onde medra. O limite austral da planta é a Zona da Mata Branca, na Bacia do rio Paraná (401).

FITOLOGIA

Planta herbácea perene, rasteira, com caules radicantes. As folhas são opostas, suborbiculares ou largamente ovadas, inteiras, com ápices obtusos, mucronados, com tamanhos distintos e curtamente pecioladas. As flores estão agrupadas em espigas capituliformes, axilares e sésseis. Os frutos são utrículos indeiscentes com 1mm de comprimento.

CLIMA

Espécie de clima tropical, adaptando-se bem ao subtropical. Não tolera geadas.

SOLO

Prefere solos úmidos, ricos em matéria orgânica, pouco ácidos e aerados.

AGROLOGIA

  • Ambiente: pode ser cultivada em vasos ou em canteiros à guisa de horta.
  • Espaçamento: 0,4 x 0,3m.
  • Propagação: sementes e estacas dos ramos radicantes, preferindo-se a última. Aclimatar as estacas radicantes sob tela de sombrite 50 a 70%, enraizando em saquinhos plásticos contendo substrato organo-mineral.
  • Plantio: outono ou primavera.
  • Adubação: 2 a 3kg/m2 de húmus de minhoca ou esterco de gado.
  • Plantas daninhas: evitar áreas muito inçadas. Após o plantio, manter o cultivo totalmente livre de inços.
  • Mulching: utilizar casca de arroz, palhadas diversas ou plástico preto sobre o solo, para que as folhas fiquem livres de solo aderente.
  • Florescimento: verão e outono.
  • Colheita: inicia-se a partir do terceiro mês após o plantio.

PARTES UTILIZADAS

Folhas.

FITOQUÍMICA

Esteróides, saponinas, leucoantocianinas e alcalóides. O óleo essencial contém canfeno, a-pineno, mirceno, p-cimeno, limoneno, a-cimeno, 1,8-cineol, tuyona, borneol, curcumeno, alcanfor, acetato de bornilo, terpinoleno, linalol, a-terpinol, acetato de elemol, eudesmol e azuleno (179).

PROPRIEDADES ETNOTERAPÊUTICAS

A planta inteira é indicada para transtornos gástricos, hepáticos e intestinais. A parte aérea é diurética e emoliente. O suco fresco das folhas é tônico. A decocção ou infusão das folhas são eupépticas, descongestionantes, diuréticas, antiflogísticas, hepáticas e indicadas para distúrbios renais, diarréia infantil e problemas de dentição em crianças (179).

OUTRAS PROPRIEDADES

  • É utilizada como ornamental de beirada de canteiros.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: