Ervas Naturais

Aproximando a Natureza

Yacon

Posted by Erva e Plantas Naturais em 10 de Abril de 2011


NOME CIENTÍFICO  

Polymnia sonchifolia Poep. Endl.

FAMÍLIA BOTÂNICA

Asteraceae.

SINONÍMO

Batata-diet, polínia.

HABITAT

Planta herbácea perene originária dos Andes, sendo cultivado na Colômbia, Equador e Peru em altitudes de 900 a 2.750m, mas alguns cultivos são feitos a mais de 3.400m (74).

FITOLOGIA

Planta semi-arbustiva anual, ereta, robusta, 1,8-2,4m de altura, com a parte superior do caule ligeiramente híspida. As folhas são membranáceas, verde em cima, face dorsal pálida, tenuamente gríseo-tomentosa; as caulinares deltóides, com 15cm de comprimento; as inferiores profundamente lobadas, com o pecíolo alado e o limbo rubro-pardo. Os capítulos são laxos, corimbosos-paniculados, invólucro com 5-6 sépalas, oblongas; foliáceas, sendo que as interiores são lanceoladas e pilosas, com as lígulas amarelas, 3-4mm de comprimento e disco com 16-18mm de diâmetro. O fruto é do tipo aquênio, obovóide, preto.

SOLO

Prefere solos aerados, soltos, areno-argilosos e com pH em torno de 6,0.

AGROLOGIA

  • Espaçamento: 1,40 x 0,90m.
  • Propagação: tubérculos inteiros, rizomas pesando 60 a 80g  e gemas axilares. Os rizomas e tubérculos podem ser plantados diretamente a campo. As gemas devem ser enraizadas em vermiculita ou areia. Em regiões muito úmidas, para evitar a infecção de fungos nos tubérculos, gemas e rizomas, fazer o tratamento com benlate a 0,1% e oxicloreto de cobre a 0,5%.
  • Adubação: 2.000kg/ha de 4-14-8 + Zn. Aplicam-se 40kg/ha de nitrogênio em duas aplicações (428).
  • Plantio: os propágulos são plantados em camalhões com 30 a 40cm de altura, por 1m de base
  • Desenvolvimento: a planta cresce cerca de 1m em quatro meses.
  • Pragas: a planta é altamente resistente às pragas, principalmente devido à presença de ácido ent-kaurenóico, existente nos tricomas foliares (199) e fitoalexinas (413).
  • Florescimento: abril a maio.
  • Colheita: ocorre 10 a 12 meses após o plantio.
  • Produção: 3,5kg/planta (sem adubação ou preparo de camalhões, e nas condições do litoral Catarinense). Em São Paulo obteve-se uma produtividade de até 100t/ha de túberas e 1.000kg/ha de folhas secas (428) ou um peso médio por tubérculo de 100 a 500g e um rendimento por planta acima de 5kg (172).
  • Pós-colheita: as raízes são muito perecíveis em regiões com alta umidade relativa, podendo vir a deteriorar em 2 a 3 dias. Para prolongar a conservação do material colhido, as túberas devem ser lavadas, cortadas em fatias de 0,3cm de espessura e postas a desidratar em estufa de ar forçado a 45 a 50oC.
  • Secagem: O conteúdo de frutanos tende a baixar consideravelmente com a esposição das túberas à radiação solar (429).

FITOQUÍMICA

A maioria das raízes e tubérculos de armazenamento acumulam amido. O yacon, no entanto, acumula a inulina, que é uma forma de oligofrutano (131).

PROPRIEDADES ETNOTERAPÊUTICAS

Indicada para o tratamento do diabetes e do colesterol (428).

FARMACOLOGIA

O extrato aquoso das folhas (infusão, 0,5% m/v) reduziu os níveis de açúcar no sangue de ratos diabéticos de 348 para 214mg/dl, em 10 dias (432).

OUTRAS PROPRIEDADES

  • Estudos fitoquímicos demonstram a possibilidade de obtenção de frutanos – açúcares não assimiláveis pelo trato digestivo (272).
  • O tubérculo tem sabor de pêra e melão, sendo bastante consumida no oriente na forma in natura. Consome-se também na forma de pó ou chips.
  • O tubérculo é rico em fibras indigestíveis (199).

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: