Ervas Naturais

Aproximando a Natureza

Urtiga

Posted by Erva e Plantas Naturais em 10 de Abril de 2011


NOME CIENTÍFICO: Urera baccifera [L.] Gaudich. 

FAMÍLIA BOTÂNICA: Urticaceae.

SINONÍMIA

Cansanção, urtiga-brava, urtiga-mansa, urtiga-maior, urtigão, urtiga-vermelha.

HABITAT

É autóctone da América tropical. Cresce espontaneamente em bosques e subosques, prados, a beira de cursos de água e em locais úmidos e sombreados, em reduzido número de indivíduos. É encontrada até 2.400m de altura.

FITOLOGIA

Planta arbustiva perene, monóica e dióica, que cresce de 1,5 a 3,0m de altura. O caule é ereto, ramificado, estriado, suculento, vermelho e aculeado na base, embora inerme na parte teminal. Apresenta um rizoma subterrâneo. As folhas são alternas, enrugadas na face ventral, longo-pecioladas, ápice acuminado e base cordada, ovaladas-elípticas, sendo as da base cordiformes, com dentes triangulares, hirsutas, medindo 10 a 20cm de comprimento por 8 a 15cm de largura, revestida de pêlos urticantes sobre as nervuras, pecíolos e sobre cada ruga ventral. Inflorescência em cimas escorpióides, dispostas em ramos carnosos e róseos. As flores masculinas são globosas, roséo-claras, minúsculas (2mm de diâmetro).  As flores femininas são globosas, com perigônio carnoso, ovário súpero e estigma em forma de pincel. Fruto tipo núcula, ovóide, comprimida, assimétrica, castanho quando maturo, medindo 2mm de diâmetro e contendo uma semente com forma e tamanho semelhante à núcula.

CLIMA

Desenvolve-se melhor em regiões de clima ameno, pois é de clima subtropical de altitude. É heliófita.

SOLO

Prefere solos profundos, bem drenados, areno-argilosos e ricos em matéria orgânica.

AGROLOGIA

  • Espaçamento: 1,5 x 1,5m.
  • Propagação: sementes e rebentos. Semear em bandejas de isopor contendo substrato organo-mineral, que também pode ser utilizado para o enraizamento dos rebentos.
  • Plantio: outono e primavera.
  • Adubação: 1kg/planta de cama de aviário associada a 150g de fosfato natural.
  • Florescimento: outubro a fevereiro.
  • Frutificação: março a maio.
  • Colheita: inicia a 6 a 8 meses após o plantio, no verão.
  • Cuidados: por apresentar espiculosidades muito urticantes, proteger o corpo, braços e mãos ao realizar qualquer atividade junto a planta.

PARTES UTILIZADAS

Folhas da planta jovem (todo ano), rizoma e raízes (outono).

FITOQUÍMICA

Nitrato de potássio (435), acetilcolina, histamina, ácidos fórmico e gálico, caroteno, vitamina C, tanino, silício, potássio, cálcio, magnésio, enxofre (1).

PROPRIEDADES ETNOTERAPÊUTICAS

Antiinflamatória (179), depurativa, anti-reumática, antianêmica, antidiabética (257), hemostática, anti-hemorroidária, anti-sifilítica (215), diurética, galactagoga, anti-hidrópica, adstringente (435) e revulsiva.

INDICAÇÕES

Indicada para o tratamento de gota, afecções de pele (257), leucorréia, anúria, disúria (32), tinha, infecções micóticas da pele, úlceras, feridas, erisipela (59), amenorréia (179), hidrocefalia (435), afta, queda de cabelos, ciática, diarréia, edema, enurese, epistaxe, menopausa, picadas, psoríase e urticária (1).

ATIVIDADE BIOLÓGICA

A planta é inativa como moluscicida, antimicrobiana e antimicótica (19; 58; 236).

TOXICOLOGIA 

As sementes são tóxicas.

OUTRAS PROPRIEDADES

  • As folhas, murchas, misturadas com outra forragem, podem ser consumidas pelo gado.
  • Os frutos maduros são consumidos pelos pássaros.
  • As fibras do caule e ramos são muito resistentes, podendo ser utilizadas em cordoaria (209).

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: