Ervas Naturais

Aproximando a Natureza

Sensitiva

Posted by Erva e Plantas Naturais em 10 de Abril de 2011


NOME CIENTÍFICO: Mimosa pudica L.  

FAMÍLIA BOTÂNICA: Mimosaceae.

SINONÍMIA

Arranhadeira, caá-eó, dorme-dorme, dormideira, erva-viva, iuquiri, juquer, juquiri, juquiri-rasteiro, malícia, malícia-das-mulheres, malícia-de-mulher, malícia-roxa, morre-joão, não-me-toques, vergonha, vergonhosa.

HABITAT

Planta autóctone da América Tropical, mas que se tornou cosmopolita em todo o mundo. Vegeta sobremaneira  nas margens de cursos de água e em terrenos alagadiços. Ocorre como planta invasora em hortas, jardins, campos e áreas ruderais.

FITOLOGIA

Planta subarbustiva, perene, prostrada, ramosa, com as hastes cobertas de espinhos, medindo 30 a 40cm de altura. O caule, de coloração vermelho-castanho, é munido de acúleos recurvados nas axilas e espinhos isolados nos entrenós.  Folhas pequenas, longo-pecioladas, compostas de folíolos lineares, alternas. Inflorescência axilar e apical, de glomérulos globosos, lilases e densos, com cerca de 1cm de diâmetro. Os frutos apresentam-se aglomerados. Frutos tipo vagem, aglomerados radialmente (craspédio), eriçados de espinhos, contendo sementes lenticulares, amarelo-esverdeadas, foscas, semelhantes ao feijão. Apresenta a peculiaridade de fechar os folíolos imediatamente após o toque ou na ausência de luz.

CLIMA

Desenvolve-se bem em regiões tropicais e subtropicais. É esciófita.

SOLO

É encontrada em diferentes condições de solo, porém é exigente em umidade.

AGROLOGIA

  • Espaçamento: 0,8 x 0,5m.
  • Propagação: sementes. Semear em bandejas de isopor, contendo substrato organo-mineral. O índice de germinação varia de 60 a 80%, ocorrendo a emergência em 2 a 4 semanas (209).
  • Plantio: setembro.
  • Florescimento: novembro a fevereiro.
  • Colheita: inicia 3 a 4 meses após o plantio.
  • Produção de sementes: uma planta pode produzir até 700 sementes (242).

PROPRIEDADES ETNOTERAPÊUTICAS

A casca é vermífuga e as raízes são irritantes, purgativas, eméticas e antidiftéricas. As folhas são utilizadas externamente como antitumorais e antileucorréicas. Utilizadas internamente, são amargo-tônicas, purgativas, antiblenorrágicas, colagogas (93), emolientes, resolutivas (242), depurativas, anti-reumáticas, odontálgicas e desobstruente do fígado (215).

INDICAÇÕES

Externamente é utilizada em banhos para curar tumores e na forma de cataplasma para escrófulas (93). Em gargarejos, serve para o tratamento de inflamações da boca e garganta. Indicada para afecções hepáticas, reumáticas e articulares, prisão de ventre (32), afecções reumáticas articulares, granulações da faringe (242), úlceras cancerosas, moléstias do útero (271), angina e para desinchar as pernas (215).

FORMAS DE USO

Infusão e cataplasmas.

TOXICOLOGIA

A casca, em alta dose, é tóxica. As folhas são reputadas como tóxicas, causando hematuria em animais que as comem. O extrato alcoólico das folhas tem a propriedade de inebriação, enquanto que o extrato alcoólico das raízes tem efeito oposto (93).

OUTRAS PROPRIEDADES

  • As raízes apresentam cheiro desagradável.
  • As raízes são simbiontes com bactérias nitrificadoras, que enriquecem o solo com nitrogênio.
  • A planta pode ser utilizada como adubo verde.
  • É cultivada como ornamental em alguns países europeus.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

»
 
%d bloggers like this: